EFICIÊNCIA

Sistema de Gestão de Atividades vai monitorar desempenho organizacional do Governo

Quinta-feira, 03 de setembro de 2020 | Publicado às 17h08

O GAT é uma ferramenta informatizada de uso interno para o acompanhamento das ações e atividades do Governo

A A

Nela os gestores podem acompanhar, a qualquer momento, o andamento das ações e atividades que foram definidas em seu planejamento estratégico. - Foto por: Éverton Anunciação | Seplag

Foi publicado no Diário Oficial do Estado (DOE), que circula nesta quinta-feira (03.09), o Decreto n° 612/2020 que institui a obrigatoriedade do uso do Sistema de Gestão de Atividades (GAT) nos órgãos e entidades do Poder Executivo estadual. 

Trata-se de uma ferramenta informatizada de uso interno, que objetiva propiciar mecanismos mais eficazes para a distribuição das demandas de Governo entre os níveis hierárquicos, bem como para o monitoramento das atividades e do desempenho organizacional.

Nela os gestores podem acompanhar, a qualquer momento, o andamento das ações e atividades que foram definidas em seu planejamento estratégico, por exemplo, se estão sendo executadas no prazo estipulado, com foco nas metas e resultados desejados, otimizando assim os projetos do governo que beneficiarão a população.

A Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag) é a responsável pelo suporte técnico e supervisão central da implementação do GAT. Já os Núcleos de Gestão para resultados (NGERs) pela supervisão setorial da aderência e performance do sistema no âmbito da administração pública.

A ferramenta foi desenvolvida pela Empresa Mato-grossense de Tecnologia da Informação (MTI), que prestará suporte tecnológico.

Para o secretário da Seplag, Basílio Bezerra, o sistema vai propiciar maior eficiência à gestão e ao acompanhamento das atividades do plano de ação das secretarias. “É necessário que os níveis de atenção estejam alinhados para atender as demandas dos cidadãos. Isso passa pela eficiência na distribuição e monitoramento das atividades e do desempenho do governo.” Segundo Basílio, a ferramenta foi idealizada pelo próprio governador.

Segundo o Decreto, órgãos e entidades deverão fornecer os registros necessários para o gerenciamento das atividades governamentais.

Confira AQUI o Decreto n° 612/2020.


Fonte: Nayara Takahara | Seplag
Imprimir